Seu Cachorro Tem Medo de Fogos de Artifício? Saiba o Que Fazer!

 

Seu Cachorro Tem Medo de Fogos de Artifício? Saiba o Que Fazer?

Em datas comemorativas, como Natal e, principalmente, Ano Novo, em que se costuma haver queima de fogos de artifício, você gostaria de aproveitar com a sua família e com os seus amigos, mas o seu cachorro tem medo do barulho dos fogos de artifício e você fica preocupado? Ele fica inquieto, procura algum lugar para se esconder, late, chora ou se auto-mutila e você não sabe como agir? Então, vem com a gente e dá uma olhada nesse material que preparamos para ajudar o seu cãozinho a superar o medo dos fogos de artifício!

1. Transmita segurança e confiança se o seu cachorro tem medo de fogos de artifício

Por mais que nos parta o coração, quando o nosso cãozinho demonstra medo, ansiedade e estresse diante de uma situação que não representa perigo para ele, como no caso dos fogos de artifício, o correto é não pegá-lo no colo e não acarinhá-lo. Mas por que? Porque quando fazemos isso, os cães entendem que é certo sentir medo.

Nossa postura, gestos, tom de voz e comportamento têm influência direta no comportamento dos nossos cães. Então, se o seu cachorro tiver medo de fogos de artifício, transmita segurança e confiança para ele. Como? Ande pela casa com a postura erguida, fale com segurança, demonstre que você está bem e que você não está preocupado. Se o seu cachorro perceber que você está bem diante da situação, ele vai entender que ele também não precisa sentir medo.

2. Pratique a Técnica Tellington Touch com o seu cachorro

A técnica Tellington Touch é uma ótima opção para cachorros que sentem medo de fogos de artifício. Criada pela adestradora canadense Linda Tellington-Jones inicialmente para cavalos na década de 70 e adaptada para cachorros na década de 80, a técnica Tellington Touch combina toques corporais e amarrações corporais e pode ser praticada por qualquer tutor! Os seus benefícios são incríveis: além de melhorar o comportamento marcado por medo, ansiedade e agitação, também melhora o comportamento agressivo, a performance atlética e a habilidade de aprendizado.

O princípio da técnica baseia-se na acupressão, que é uma terapia alternativa com origem na medicina tradicional chinesa e que consiste na aplicação de pressão em pontos específicos do corpo, estimulando o seu relaxamento ao ativar as células e melhorar o fluxo de energia.

Os toques corporais consistem de movimentos circulares específicos dos dedos ao longo de todo o corpo do cachorro. Aplique o toque nas orelhas, ao longo do dorso e do abdômen e nas patas do cachorro, sempre realizando um círculo completo mais um quarto de círculo. Você pode começar alguns dias antes de alguma data comemorativa em que se costuma ter fogos de artifício para o seu cachorro ir relaxando gradualmente. Abaixo, segue o um vídeo em que Linda demonstra alguns exemplos da técnica!

As amarrações corporais exercem pressão constante em pontos específicos do corpo, então coloque no seu cachorro no dia em que haverá queima de fogos de artifício e retire após o seu término. Abaixo, segue uma imagem para você aprender a fazer com o seu cãozinho. Cuide para não amarrar muito forte para não machucar o seu cachorro e nem muito fraco para que ele não se enrole. Ao amarrar, coloque o nó para a lateral do corpo, nunca amarre em cima da coluna.

Técnica Tellington Touch para Cachorros com Medo de Fogos de Artifício

3. Forneça calmantes naturais para o seu cachorro

3.1 Calmyn Dog

O Calmyn Dog, desenvolvido pela Organnact, é um suplemento alimentar com aminoácidos (triptofano, fenilalanina, isoleucina e tirosina) vitamina (niacina, que é a vitamina B3) e mineral (magnésio) indicado para cães de qualquer idade em situações de estresse, como o medo de fogos de artifício, que podem provocar nervosismo, ansiedade e agitação. E como ele funciona?

O triptofano é um precursor da serotonina, um neurotransmissor produzido pelo Sistema Nervoso Central de humanos e de animais, associado à sensação de bem-estar. Sabe aquela sensação agradável que a gente tem ao comer chocolate*? O responsável por ela é o triptofano! Assim, níveis baixos de serotonina estão relacionados à ansiedade, depressão e insônia. Desse modo, o triptofano, em associação com a niacina (vitamina B3) e com o magnésio, por meio de algumas reações químicas no organismo, produz e aumenta os níveis de serotonina, promovendo a sensação de bem-estar. Porém, o triptofano é classificado como um aminoácido essencial, ou seja, não é sintetizado pelo organismo e precisa ser ingerido na dieta, por isso a suplementação torna-se importante para alguns cães.

* Lembre-se que o chocolate é proibido para cachorros, visto que pode levar à intoxicação por um outro componente, a teobromina.

O Calmyn Dog está disponível em frascos de 40ml e de 120ml, nos preços médios de R$37,00 e R$67,00, respectivamente. E como usar? Administrar 1ml para cada 3kg de peso por via oral diariamente. A sua administração é prática: o líquido é palatável, com aroma de carne, e uma seringa acompanha a embalagem.

3.2 Fitocalmyn Palitos

Outra opção de calmante natural para cachorros é o Fitocalmyn Palitos, que também é um suplemento alimentar da Organnact, indicado para cães de qualquer de idade e com aminoácidos (triptofano), vitaminas, minerais e extrato da planta Passiflora incarnata.

Assim como o Calmyn Dog, o Fitocalmyn Palitos também aumenta a produção de serotonina pela presença do triptofano. Além disso, a presença da Passiflora incarnata aumenta o nível do ácido gama-aminobutírico (GABA), um outro neurotransmissor produzido pelo Sistema Nervoso Central de humanos e de animais, cuja função é desacelerar a atividade cerebral, minimizando o estresse e a ansiedade.

O Fitocalmyn Palitos está disponível em sachês de 40g ou em latas de 160g e 1kg, nos preços médios de R$10,00, R$40,00 e R$200,00, respectivamente. Deve-se fornecer diariamente 1 palito para raças de pequeno porte (até 10kg), 2 palitos para raças de médio porte (10 a 25kg) e 3 palitos para raças de grande porte (acima de 25kg).

Calmyn Dog e Fitocalmyn Palitos para Cachorros com Medo de Fogos de Artifício

Pronto! Agora você já sabe como agir se o seu cachorro tem medo de fogos de artifício. Transmita segurança e confiança para ele e mostre que está tudo bem, comece a praticar os toques corporais alguns dias antes e, no dia, coloque as amarrações corporais. Se necessário, administre os calmantes naturais. Tenha paciência e persistência também, cada cãozinho tem o seu tempo! Vamos tentar? 🙂

Por último, deixo aqui uma curiosidade: em dezembro de 2018, a Ford lançou um protótipo de uma casinha de cachorro à prova de som, desenvolvida especialmente para situações de queima de fogos de artifício. Por enquanto é só um protótipo mesmo, mas vamos torcer para que em breve ela chegue ao mercado. Confira aqui:

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *